Banco Central anuncia medidas de combate aos efeitos do COVID-19

por | 24 mar 20 | Uncategorized | 0 Comentários


O Banco Central tem reagido rapidamente para combater os reflexos negativos na economia causados pela COVID-19. Em relatório publicado nesta última terça-feira, a entidade responsável por regular e supervisionar todo o Sistema Financeiro Nacional, informou os resultados de medidas aplicadas nas últimas semanas e anunciou também novas medidas para controle das demandas do mercado financeiro em tempos de crise.

Veja abaixo as novas medidas anunciadas ontem:

    1.   Novo Depósito a Prazo com Garantias Especiais – NDPGE
§  Ativa, preventivamente, o mecanismo de proteção de depósitos bem-sucedido na crise de 2009.
§  Bancos poderão aumentar sua captação com garantia do FGC em 1x seu Patrimônio Líquido, limitado a R$ 2 bilhões.
§  Permite uma expansão da concessão de crédito em cerca de R$ 200 bilhões.

     2.   Liberação Adicional de Depósitos Compulsórios
§  Redução da alíquota sobre recursos à prazo de 25% para 17%.
§  Liberação adicional de R$ 68 bilhões em depósitos compulsórios.

     3.   Flexibilização de regras da LCA
§  Facilita crédito ao agronegócio e fortalece liquidez dos bancos do S3 e S4.
§  Potencial de mais crédito ao agronegócio: R$ 6,3 bilhões.
§  Potencial de adicional de liquidez aos bancos: R$ 2,2 bilhões.

     4.   Empréstimo com lastro em debêntures
§  Emprega depósitos compulsórios como lastro para novas compras de debêntures, incentivando o mercado secundário.
§  Potencial de liberação de 91 bilhões.

     5.   Ampliação do limite recompra de Letras Financeiras (emissão própria)
§  Permitir que bancos S1 aumentem o volume de recompra de Letras Financeiras de emissão própria, de 5% para 20% de sua emissão.
§  Com isso, a instituição financeira pode atender a demandas por liquidez de seus papéis no mercado.
§  Potencial para recompra adicional de R$ 30 bilhões.

     6.   Não dedução no capital dos efeitos tributários decorrente de overhedge de investimentos em participações no exterior
§  Medida dá segurança aos bancos para manterem e ampliar seus planos de concessões de crédito.
§  Folga de capital ampliada em R$ 46,0 bilhões.
§  Permite expansão de cerca de R$ 520 bilhões na concessão de crédito.

     7.   BC doador de recursos, de até 1 ano, via compromissadas lastro com em TPF
§  Permite às instituições alongar sua liquidez em contraposição a demanda por liquidez de curtíssimo-prazo por parte dos agentes.
§  Reduz risco de duration, derivado da gestão de liquidez.

    8.   Redução do spread do nivelamento de liquidez de +65 para +10 (bps)
§  Viabiliza que, excepcionalmente neste período, e para mitigar impactos do risco operacional derivado desta crise, as instituições possam acessar a janela de nivelamento a custo baixo.


As medidas tomadas até aqui visam garantir a fluidez de recursos no Sistema Financeiro, para que seja possível atender as demandas projetadas mediante o cenário de crise que já afeta a vida das empresas brasileiras. Outras medidas já estão em desenvolvimento para complementar o pacote:

Medidas em elaboração:
  v  Empréstimo com lastro em LF garantidas por operações de crédito
Ø  Libera liquidez atualmente retida em operações de crédito.
Ø  Potencial de liberação de R$ 670 bilhões.
  v  Nova liberação de compulsório

  v  Direcionamento para novos créditos de PME’s

Enviado por: Kauê Guella Buso

Publicações relacionadas

Close Bitnami banner
Bitnami