Contrato de Trabalho Verde e Amarelo

por | 14 nov 19 | Uncategorized | 1 Comentário


No dia 12/11/2019 foi publicada a MP nº 905 de 11 de Novembro de 2019 DO CONTRATO DE TRABALHO VERDE E AMARELO
Segue as novidades que valerão a partir de 01/01/2020:
Primeiro emprego do Jovem:  Previsão de Redução nos encargos (INSS/FGTS) na contratação de Jovens com idade entre 18 a 29 anos para o primeiro emprego. As contratações serão limitadas a 20% do total de empregados da empresa, e as que tiverem até 10 empregados ficam autorizadas a contratar dois jovens. A remuneração não poderá ser maior que um salário mínimo e meio (R$ 1.497,00), o contrato será celebrado por prazo determinado de até 24 meses para qualquer tipo de atividade e será convertido automaticamente em contrato por prazo indeterminado ao fim do período.
Serão assegurados os direitos previstos na CLT ou em convenções/acordos coletivos.
Pagamentos Mensal: Ao final de cada mês o empregado receberá a remuneração, o décimo terceiro proporcional e as férias proporcionais com acréscimo de 1/3.
Redução de alíquotas do FGTS:  O depósito do Fundo de Garantia será de 2% sobre a remuneração e a multa do FGTS poderá ser paga pela metade (20%) mensalmente se estipulada em acordo entre empregado e empregador no momento da contratação, não precisará devolver em caso de pedido de demissão, e nos contratos que não forem estipulados o acordo, a multa será de 40% no momento do desligamento.
Isenção INSS Patronal: As empresas ficarão isentas do recolhimento do INSS patronal (20%) incidente sobre a remuneração dos empregados contratados nessa modalidade.
Verbas Rescisórias: Indenização do FGTS (40%) caso não tenha sido acordada o pagamento mensal.
Os empregados poderão ingressar com o pedido do seguro desemprego, desde que preenchido os requisitos legais.
Extinção da Contribuição Social:  Foi extinta a contribuição social de 10% incidente sobre o saldo do FGTS nas demissões sem justa causa, para todas as modalidades de contrato de trabalho  e  empresas.
Obs.: A Caixa Econômica Federal ainda não se pronunciou de como serão realizados os recolhimentos do Fundo de Garantia previstos na medida provisória.
Fonte: Dr. Alexandro Eduardo da Silva

Publicações relacionadas

Consultorias: os erros mais comuns

Entender as necessidades da empresa, otimizar os processos internos, reinventar modelos de negócios. São amplas as atribuições de uma consultoria, que nos últimos tempos, têm se tornado cada vez mais ativas nos negócios Brasil afora. E mesmo com toda a expertise para...

ler mais

Coworking segmentado: você já ouviu falar sobre eles?

Nos últimos tempos, todos nós temos ouvido falar sobre os coworkings e, consequentemente, aprendido um pouco sobre eles. São aqueles espaços compartilhados com diversas pessoas e empresas, de diferentes segmentos. E por falar em diferentes segmentos, você já ouviu...

ler mais
Close Bitnami banner
Bitnami