Contabilidade para Holdings: você sabe como funciona?

por | 14 jul 21 | Uncategorized | 0 Comentários

Uma holding é uma empresa que tem como objetivo participar de outras empresas, seja como sócia ou acionista. As holdings podem ser classificadas como:

  • Pura: modalidade em que exerce somente a participação e controle de outras empresas;
  • Participação: em que possui participação societária, mas não tem o controle da outra empresa;
  • Controle: com o objetivo de participação ou com cotas suficientes para ter o controle da sociedade;
  • Mista: que possui atividades de comércio e prestação de serviços, além da atividade de holding;

Agora que já vimos um pouco do que é uma holding, é hora de falar sobre como a contabilidade funciona com esse tipo de empresa. Para começar, uma das maiores vantagens em uma holding é a economia tributária que esse tipo de empresa permite em alguns casos. Além disso, a sucessão empresarial, neste modelo, fica muito mais fácil, já que os herdeiros terão direito a uma determinada quantidade de cotas da empresa.

Em uma holding familiar, por exemplo, você pode ter benefícios como a redução de carga tributária sobre o IRPF, retorno do capital com lucro e dividendos sem tributação, resguardo do patrimônio, maior poder de negociação na hora de obter recursos financeiros, centralização do patrimônio familiar e ainda pode evitar conflitos no planejamento sucessório.

Já na holding patrimonial, vantagens como a redução da carga tributária (com benefícios tributários que tornam possível que o lucro se torne maior) e evitar conflitos no planejamento sucessório – que também proporciona vantagens tributárias, como no pagamento do Imposto de Transmissão de Causa Mortis e Doação, o ITCMD -, são muito atrativas. Já em uma holding imobiliária, ter o regime de tributação superior à pessoa física, facilitação do inventário do planejamento sucessório, cláusulas de incomunicabilidade, inalienabilidade e impenhorabilidade são vantagens muito atrativas.

Em todos os casos, a contabilidade de uma holding vai auxiliar na coleta de dados mais precisa e estratégica para a empresa, mensurar os riscos e benefícios para os investimentos, formatar e registrar documentos em órgãos competentes e ter uma gestão mais eficiente, além de orientar na transferência de bens para a pessoa jurídica, redução de custos e controle sobre os impostos e auxiliar na tomada de decisões mais estratégicas.

Publicações relacionadas

5 passos para abrir meu negócio

Para a abertura de empresa é necessário muito mais que apenas uma boa ideia, antes de tudo, é preciso tomar ciência de toda a burocracia que será preciso enfrentar para a mesma começar a funcionar.   Saber de todos os documentos solicitados neste processo é...

ler mais

5 passos para ter um setor de cobrança eficaz

Ter um setor de cobrança eficaz pode ser decisivo para o sucesso de seu negócio e, neste post, nós ensinaremos como atingir esse objetivo. Confira! O setor de cobrança é o responsável por manter o fluxo de caixa da empresa organizado e garantir que os lucros...

ler mais
Close Bitnami banner
Bitnami