Governo do Estado de São Paulo suspende fase azul e 2020 não poderá ter aglomeração

por | 16 nov 20 | Uncategorized | 0 Comentários

O plano de retomada das atividades chegou em sua quinta fase em São Paulo, porém foi suspensa pelo Centro de Contingência do Corona vírus, braço técnico do governo de São Paulo para decisões sobre a Covid-19.

O secretário executivo do centro, João Gabbardo tomou essa decisão no início da noite desta quinta-feira (12). “A fase azul está suspensa pelo centro de contingência e descartada para 2020”, disse ele.

Significa que nenhuma das 645 cidades do estado de São Paulo terá autorização até segunda ordem para qualquer tipo de evento com aglomerações.

Incluindo desde velórios com mais de 10 pessoas a festas de casamento, passando por shows, festas de aniversário, baladas e encontros familiares com reunião de pessoas.

O surgimento de uma segunda onda da Covid-19 na Europa, foi o que motivou esta decisão. Uma das medidas que o governo já havia tomado foi comunicar as cidades sobre um possível recuo no plano de desmobilização de leitos, o que já provocou reação de prefeitos. Na prática, o alerta foi que os quartos de hospital que estavam reservados para pacientes com COVID-19 e começaram a ser liberados para quem tem outra doença, podem ter de ser bloqueados novamente.

Antes da decisão de suspender a fase azul, o Centro de Contingência havia pautado o início de uma discussão sobre as regras que teriam de ser seguidas pelos diversos setores econômicos. Seriam três condições possíveis para avançar à fase azul: uma vacina eficaz, um remédio capaz de curar a Covid-19 ou uma diminuição significativa nos números da doença.

Tabela do governo de São Paulo com as fases do plano de retomada das atividades

Publicações relacionadas

Coworking segmentado: você já ouviu falar sobre eles?

Nos últimos tempos, todos nós temos ouvido falar sobre os coworkings e, consequentemente, aprendido um pouco sobre eles. São aqueles espaços compartilhados com diversas pessoas e empresas, de diferentes segmentos. E por falar em diferentes segmentos, você já ouviu...

ler mais

IRPF 2021 – Novas regras de obrigatoriedade:

Entrega de 1° de Março a 31 de Maio;Rendimentos tributáveis cuja soma supera R$ 28.559,70 está obrigado a declarar;recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00;Obteve, em qualquer mês, ganho...

ler mais
Close Bitnami banner
Bitnami
Close Bitnami banner
Bitnami